Facimed oferece capacitação inédita em Rondônia para professores de Arquitetura e das Engenharias

 Building Information Modeling (BIM), em português: Modelagem da Informação da Construção é um processo de projeto que já não é mais uma tecnologia do futuro, mas sim, do presente na vida dos profissionais da construção civil internacionalmente. Por isso, os professores dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e das Engenharias Elétrica e Civil da Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal (Facimed) participaram de capacitação com os arquitetos de Ribeirão Preto (SP) Natalia Borges e Mairon Magrini, treinadores certificados e agentes autorizados do software ARCHICAD, desenvolvido pela companhia húngara GRAPHISOFT. “O BIM é uma construção virtual, ou seja, um modelo virtual de um edifício, e desse modelo podemos extrair informações e fazer simulações antes de começar a construção, isso deixa o quantitativo mais assertivo, diminui problemas na execução e manutenção do edifício. O BIM pode estar presente em todo o processo do projeto, desde a concepção até a operação da construção”, explicou Mairon.

A Capacitação, com duração de 40 horas, contou com a participação de 14 docentes da instituição, que utilizaram os notebooks do laboratório móvel de informática da Facimed. O curso iniciou com uma parte teórica sobre BIM e suas aplicações e já partiram para a prática do software. “O ARCHICAD e o BIM já estão revolucionando a forma de projetar em todo o mundo. Porém, em Rondônia, praticamente ninguém aplica esta tecnologia, devido à falta de profissionais capacitados. O curso de Arquitetura e Urbanismo da Facimed é o único curso que contempla o ARCHICAD em sua matriz curricular em todo o estado, já vinculando o software à tecnologia BIM. Os nossos acadêmicos sairão com um grande diferencial de mercado”, destacou a coordenadora do curso Nadine Lessa.

A tecnologia vem favorecendo e transformando o trabalho de Arquitetos e Engenheiros, beneficiando também os clientes, por meio do uso da Realidade Aumentada, onde o mesmo pode “andar” pelo modelo virtual do projeto, compreendendo melhor como será o produto final. Com isso é fundamental que o conhecimento dessas ferramentas seja inserido na vida do futuro profissional já durante a faculdade. “Os professores se capacitando facilitará muito o dia a dia dos acadêmicos, que conseguirão tirar dúvidas e entender melhor o processo, pois o professor consegue explicar já pensando no uso da tecnologia, mostrando exemplos de como vai ficar o projeto. Essa capacitação vem para fortalecer e melhorar a compreensão dos alunos com relação às possibilidades oferecidas pela tecnologia”, finalizou a  Arquiteta Natalia Borges.